Arquivo do mês: outubro 2008

Vinea Store

 

Não, você não leu errado. É Vinea Store mesmo. Não é um restaurante. É uma loja de vinhos.

Fica bem perto da minha casa, e sempre passo lá a pé. Em uma dessas passadas, entrei para conhecer, e acabei sabendo que eles promovem jantares-degustação algumas vezes por semana.

 

Funciona assim: em cada dia da semana tem um tipo de prato (eu tenho certeza que na quarta-feira tem massa e na quinta, risoto). Este prato é servido em porção reduzida (mas não tão reduzida assim), e são sugeridos alguns (uns quatro) tipos de vinho que harmonizam com ele. É cobrada uma taxa de 10 reais pelo prato, e o vinho é vendido a preço de prateleira.

 

Como o vinho não sofre o incrível processo de multiplicação do preço que costuma sofrer nos restaurantes, é uma ótima oportunidade para experimentar bons vinhos, que em restaurantes teriam preços proibitivos, em um lugar agradável e acompanhado de um prato que com certeza irá se dar bem com ele (as sugestões de harmonização são feitas por quem entende da coisa).

 

Como é um lugar bacana, onde se come bem e se bebe bem por um preço bem justo, é claro que é basicamente obrigatório reservar: mesmo em dia de frio e chuva a casa fica lotada. Como o prato é sempre único, se você tem restrições alimentares, aproveite para perguntar qual é a oferta do dia na hora de reservar, porque, se tem algo de que você não gosta, não vai ter opção.

 

O lugar é lindinho: eles reformaram duas casas antigas, amplas, deixando um quintal-jardim muito mais que charmoso. É neste quintal que as degustações acontecem.

 

O piso é de pedrinhas, existem mesas de tamanhos variados (acomodam desde um casal até um grupo de umas 10-12 pessoas), de madeira ou espelhadas, com as cadeiras de modelos variados, sendo algumas delas – que eu acho lindas – de acrílico transparente. Existem plantas em profusão, inclusive nos muros. Tem também uma lareira, que aquece o lugar nos dias mais frios. Todas as mesas têm um vasinho com um arranjo bem colorido de flores frescas. Super caprichado.

 

Os garçons são mais que treinados. Sempre sabem as principais características dos vinhos sugeridos e conseguem dar sugestões boas para quem não entende nada, sempre respeitando o gosto do cliente.

 

Enquanto espera o prato – que vem quando você quiser – e para acompanhar o risoto, você tem duas opções: o couvert (pães frescos com azeite de qualidade) ou uns petiscos (queijinhos variados – brie, grana padano, chevre… –, presuntos, azeitona).

 

Na última quinta-feira, provamos:

 

– Couvert – franciscano. Pães frescos com azeite (ótima qualidade). Coloquei um pouco de sal e, mais uma vez, foi provado que, sim, existe – muita – beleza e – muito – sabor na simplicidade.

 

– Vinho – Cartagena chardonnay 2002 – sim, 2002 já é velhote para um vinho branco. O garçom nos informara que é um vinho bastante amanteigado (adooooro vinho amanteigado). E era isso mesmo. Amanteigado e só, já perdeu todas as frutas que poderia ter e restou apenas o amanteigado mesmo. Ou seja: não se deve comprar para guardar; é um vinho que está em seus últimos momentos e o inevitável fim como vinagre está próximo. Ele foi médio durante o couvert – está um pouco sem graça para ser tomado sozinho, como aperitivo – e cresceu com o prato, acompanhando bem o risoto.

 

– Risoto de bacalhau – era o prato do dia (por isso disse que é bom checar qual é o prato do dia antes de ir, eles não têm medo de pratos controversos, como é o bacalhau, que ou você ama, ou odeia). O prato vem muito bem apresentado, decorado com manjericão fresco, mais uma mostra do capricho do lugar.

Não vou dizer que era um risoto cremoso nem que foi o melhor risoto que já comi. Faltou um pouco de tempo na panela, para ficar cremoso – o arroz estava cozido al dente, mas aquele creminho do risoto na verdade estava mais para aguinha do risoto. Mas o sabor não foi prejudicado. Tirando o “fator cremosidade”, o sabor estava ótimo e o prato era bem “recheado” com bacalhau. Ou seja, muito melhor que o esperado de um risoto de dez reais. Harmonizou bem com o vinho, que melhorou bastante na companhia do risoto.  

 

Em resumo, é um lugar delícia, onde se bebem bons vinhos, na certeza de que irão combinar com os pratos. Vale a pena.

 

Quanto gastamos – total da conta de 100 reais, para duas pessoas.

Onde fica –  Rua Manoel da Nóbrega, 1014 – Paraíso – SP

www.vineastore.com.br

Onde fica –

Anúncios